Quarta-feira, 26 de Janeiro de 2011

parabéns a todos os portugueses que votaram neste senhor!

não que eu já não soubesse, mas cada vez me convenço mais que não preciso nascer outra vez para ser mais sério que o senhor presidente....

 

começa a ser demasiada trapalhada!

 

Escritura de Cavaco omite vivenda em construção há nove meses

 

 

Os mistérios da Coelha

publicado por Minhoca às 17:27
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 25 de Janeiro de 2011

ver o outro lado

ainda o jornalismo. esta é, muito provavelmente, a crónica mais inteligente que li no rescaldo das eleições presidenciais. sabe bem, no meio de tanto caracter desperdiçado em tinta de jornal, respirar um pouco de ar fresco. só é pena que a frescura tenha que vir de um jornalista da velha guarda - daqueles que aprenderam a pensar sobre as coisas - e não de uma geração que, à partida, teria tanto para ser melhor que a sua antecessora. infelizmente, o facilitismo e a ambição desmedida de criar amizade com deus e o diabo, provoca o apagamento neuronal.

 

Um país feito em forma de não

publicado por Minhoca às 18:56
link do post | comentar | favorito
|

esperança

a história da História vai-se fazendo, devagarinho, com palavras, por vezes tímidas, mas convictas da força que pode ter a vontade de ser livre. ideologias à parte, o povo é quem mais ordena. e isto vale para todos os quadrantes políticos, em qualquer parte do mundo. os facínoras glutões reinam enquanto podem, mas nada é vitalício. e, uma vez mais, os jornalistas estão na linha da frente. eu continuo a acreditar.

 

A jornalista Amira ainda não sabe bem o que fazer com a liberdade recém-descoberta

publicado por Minhoca às 18:45
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011

o retrato de uma sociedade

conforme se previa (se calhar previu-se demasiado...) cavaco silva venceu as eleições presidenciais à primeira volta. apesar do resultado inequívoco, uma análise mais aprofundada aos resultados demonstra que apenas cerca de metade dos eleitores inscritos foram votar, o que demonstra bem o resultado de uma campanha que, a todos os níveis, foi pouco menos que sofrível. isto, aliado às trapalhadas do simplex cartão do cidadão, fizeram com que mais de 50% dos portugueses não pudessem/quisessem exercer o seu direito de voto.

 

esta manhã o cds-pp voltou à carga, com as baterias apontadas às empresas de sondagens que, na última semana de campanha apontavam já o actual presidente da república como um vencedor mais que antecipado, com valores muito supeiores aos realmente alcançados. apesar de não concordar com ódio raivoso dos populares às sondagens, num aspecto tenho que concordar: no estado de descrédito a que os nossos políticos chegaram, este tipo de informação enviesada leva a que muitos portugueses pense que não vale a pena. erro crasso! vale sempre a pena! quero aqui deixar uma palavra de apreço aos muitos que aguentaram estoicamente à porta das assembleias de voto, para tentarem conseguir aquilo que é o maior bem da nossa democracia.

 

quanto à eleição de cavaco silva, atrevo-me a tecer um comentário que paira sobre o pensamento de muita gente, mas que ninguém se atreve a avançar: os portugueses têm a memória curta, são masoquistas, ignorantes e apreciam o circo populista. somos definitivamente um povo provinciano, culturalmente mentecapto e avesso à mudança. a eleição de salazar como primeira figura do séc xx bem o demonstra. e, reafirmo, cavaco silva é o salazar da actualidade. mais uma vez venceu a tese da caridadezinha. só tenho pena que não tenhamos conseguido vê-lo. se esta campanha serviu para alguma coisa, foi para demonstrar que o senhor não é a pureza impoluta que quer fazer crer. de nada serviu. os portugueses decidiram beatificá-lo. enfim...

o seu discurso de vitória transpirou raiva por todos os lados. pior, começou, verdadeiramente, a mostrar de que massa é feito e o que pretende fazer nos próximos 5 anos. tecnocrata como é, apenas conseguiu cuspir considerações sobre uma função que já não é a sua - a de primeiro-ministro - mas da qual ele não se consegue descolar. o governo que se prepare!

 

pior para os portugueses que, com esta reeleição vão sofrer ainda mais. sócrates vai fazer tudo por tudo para cair nas boas graças do presidente, para não correr o risco de ser "demitido", e passos coelho começa já a fazer campanha para as próximas legislativas. um novo governo do psd está a caminho; resta saber quando virá. e suspeito que não vai ser uma coisa bonita de se ver. assim como quem não quer a coisa, o patronato mandou para o ar umas ideias "revolucionárias" em termos de despedimentos. estamos entregues aos bichos. e o que mais me chateia, é que eles continuam a dizer que lá estão, por vontade do povo...cada vez acredito mais que temos os políticos que merecemos.

 

 

nota: esta post foi escrito ao abrigo do novo acordo da desilusão.

publicado por Minhoca às 14:10
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2011

cavaco e salazar

este é, muito provavelmente, o último texto que coloco antes das eleições presidenciais. já aqui manifestei a minha preocupação acerca da reeleição de cavaco silva e da necessidade de se forçar uma 2.ª volta, quanto mais não seja para mostrar, de forma clara, que estamos acordados e que uma reeleição não pode ser encarada com uma garantia absoluta. mas apenas dependemos de nós próprios. é a nossa inacção, a nossa falta de espírito crítico que tornam possível esta desgraceira em que vivemos. é pena que só saibamos ladrar. de vez em quando, morder não faz mal nenhum.

 

apesar de ter o meu voto bem definido, não é meu propósito forçá-lo a ninguém. apenas peço que votem. votem em quem quiserem, mas votem! só não votem em cavaco silva. este senhor deve ter sido das piores coisas (bem...estou indeciso entre ele e o sócrates, mas acho que o cavaco ganha esse campeonato..) que nos aconteceu a seguir ao 25 de abril. e de cada vez que o vejo em campanha, de cada vez que o ouço, me lembro mais do salazar. ele é o pedido de apoio aos padres, ele é a conversa de as mulheres gerirem o orçamento familiar, ele é a lamechice das saudades do tempo em que era primeiro-ministro e portugal era considerado (segundo ele) o bom aluno da europa - o que é o mesmo que dizer: os meninos bem comportados que nunca se rebelam, não questionam, obedecem cegamente e baixam a cabeça quando são repreendidos.

 

como é possível que um povo que construiu uma História tão rica, que cruzou os mares, que foi dos mais empreendedores, se deixa cair nesta apatia consentida? tenho a sensação de que estamos a recuar 40 anos. e eu não quero outro salazar.

publicado por Minhoca às 10:25
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

a cruzada clerical

como ateu e aprendiz de anarquista, sempre tive uma relação pouco saudável com a religião, qualquer que ela seja, por uma razão muito simples: não aceito verdades absolutas e a intolerância não faz parte do meu léxico. não posso deixar, no entanto, de sentir alguma tristeza por sentir que a igreja poderia desempenhar um papel extremamente importante no conforto espiritual e físico de quem a si chegasse, se, ao invés de se dedicar à política da intriga, da sonegação do conhecimento e da propagação do vírus dogmático, canalizasse as suas energias para um trabalho social que seria muito bem-vindo.

 

mas não. o importante continua a ser a parvoíce, como bem atesta a notícia abaixo.

 

 

"Igreja Ortodoxa: mulheres de minissaia não devem surpreender-se se forem violadas"

publicado por Minhoca às 10:06
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Janeiro de 2011

alerta geral

a todas as minhocas por esses pomares fora: não se deixem enganar! abram os olhos! pensem um bocadinho! tenham espírito crítico!

 

estas eleições presidenciais são demasiado importantes para nos deixarmos levar na onda. não me façam pensar que o povo português é acomodado, que não consegue ver além da superfície, que encolhe os ombros!

 

"E se o professor Cavaco Silva pudesse nascer duas vezes?"

publicado por Minhoca às 11:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011

será que um dia chegaremos a este ponto?

espero bem que não! a todos os que criticam a comunicação social e os jornalistas, um alerta: prefiro algum mau jornalismo, misturado com o bem e sério, que jornalismo de fachada e controlado pelo poder.

 

"Liberdade de imprensa na Hungria acabou"

publicado por Minhoca às 17:26
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

.Agosto 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. escrito na pedra

. ainda sobre a madeira

. é a economia, estúpido

. a capa da semana

. a madeira não é um jardim

. e eu sou o homem-aranha

. ora aqui está um artigo p...

. eu gostava mesmo era que ...

. ainda há boas notícias

. vergonha

.arquivos

. Agosto 2012

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds